Onde dançar tango em Buenos Aires

tango buenos aires

Como era de se esperar, a capital argentina respira tango 24×7. Os turistas que visitam a cidade encontram diversas alternativas para se divertir e conhecer um pouco mais dessa arte. Em Buenos Aires, em qualquer dia da semana, opções não faltam.

Quando visitar a cidade portenha, experimente, pelo menos uma vez, uma milonga de bairro, dessas bem tradicionais. Entre as que, por sorte, ainda não foram invadidas por centenas de turistas, se destaca o Centro Cultural Torcuato Tasso (Rua Defensa, 1575, San Telmo). Esse lugar é uma das lendas do tango portenho. Outra opção é o Club Villa Malcolm (Avenida Córdoba, 5064, Palermo). Esse salão está decorado como uma antiga cantina, com abajures coloridos e bandeirinhas nas paredes. E no Salón Canning (Rua Scalabrini Ortiz, 1331, Palermo), os tangueiros assíduos dizem que esse lugar tem uma das melhores pistas da cidade.

Já os que procuram um lugar mais turístico, o La Viruta (Rua Armenia, 1366, Palermo), é um dos preferidos dos estrangeiros. Dançar tango ali é diversão é garantida, mas prepare-se para disputar espaço no meio de tanta gente. Outro local famoso é a La Catedral (Rua Sarmiento, 4006, Almagro), o meu preferido. O piso não é lá essas coisas, mas o estilo boêmio e charmoso desse aconchegante salão, valem a visita. Para quem quiser jantar, lá eles servem gostosas empanadas, pratos vegetarianos e bebidas com preços camaradas.

E quem procura algo bem autêntico, não deve perder aos sábados e domingos o tango na Glorieta de Belgrano, na rua 11 de Septiembre, entre as ruas Sucre e Echeverria. A partir das 19h, dezenas de casais de todas as idades se embalam e se acompanham ao som de Carlos Gardel e outros.

Quer saber tudo sobre Buenos Aires? Confira o guia de viagem digital para ter a capital portenha aos seus pés!

glorieta belgrano
A partir das 19h, a Glorieta de Belgrano fica cheia da bailarinos. Foto: Lucila Runnacles

Outra opção são as baladas de tango gay, bastante populares em Buenos Aires. Em um clima relaxado e descontraído, centenas de casais deslizam pelos salões portenhos em busca de diversão e novas técnicas para aprimorar seu baile. A festa GLBT já começa na 3ªf, na Tango Queer (Rua Perú, 571, San Telmo), das 20h30 às 2h. Na 6ªf é a vez da La Marshall (Rua Adolfo Alsina, 2540, Balvanera), das 22h às 3h. E aos domingos a La Marshall acontece na (Rua Rivadavia, 1392, Congreso), das 20h às 24h30. Antes de ir, é melhor ligar para conferir se o dia e o endereço continuam os mesmos, porque que as milongas costumam mudar de salões com frequência.

O tango é algo tão valorizado, e não somente na Argentina, que foi declarado até mesmo Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, pela Unesco. Durante todos os meses Buenos Aires respira tango, mas em agosto é a vez dos profissionais. Nesse mês, a cidade é sede do Mundial de Tango. Uma boa oportunidade para ver exímios bailarinos em cena, participar de workshops e uma infinidade de outros eventos.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *