Beirute, cheia de charme

libano

A capital libanesa é uma cidade cheia de contrastes, começando pelos idiomas. A maioria das pessoas no Líbano, pelo menos em Beirute, fala árabe, inglês e francês. Uma cidade onde o passado e o presente se misturam, se juntam e se completam. Apesar dos atuais problemas no país vizinho (Síria), atualmente, o Líbano é um lugar relativamente calmo e seguro. Eu estive lá em 2009 e super recomendo a visita!

Por conta de uma passado instável, encontrei nos libaneses pessoas adoráveis que sabem aproveitar o que a vida tem de melhor. Esse povo literalmente vive o dia de hoje, porque sabe que o amanhã ainda não chegou.

Essa sede de vida é contagiante e pode ser vista em todos os lugares; nas pessoas que fazem compras nas lojas do bairro Hamra, nas famílias que se encontram nos cafés do centro, e entre os amigos que passeiam pelo calçadão La Corniche, ao entardecer. Tudo isso faz parte do alegre dia a dia dos beirutianos.

Vista que se tem passeando pela La Corniche

Vista que se tem passeando pela La Corniche

O Líbano é uma nação pequena. De norte a sul o país tem cerca de 220 quilômetros e tem pouco mais de quatro milhões de habitantes. Menor ainda é Beirute, três dias são suficientes para conhecer a capital. Um bom roteiro é começar pelo centro, que foi todo reconstruído depois dos diversos bombardeios que a cidade sofreu. A torre do relógio (Place d´Etoile) é o ponto central da cidade. Dali, saem diversos calçadões cheios de lojas chiques, cafés e restaurantes.

libano

Place d´Etoile

Place d´Etoile

Um pouco mais a frente está a Mesquita Al Omari. Se puder, não deixe de apreciar esse edifício de noite, fica lindo todo iluminado. Outra sugestão é seguir para o bairro Hamra, uma região alegre e cheia de vida. Mais adiante está o bairro Ras Beirute, onde fica o campus da Universidade Americana, um lindo lugar para relaxar e descansar.

universidade americana beirute

O campus da Universidade Americana, um lindo lugar para relaxar e descansar. Foto: Lucila Runnacles

E para finalizar o dia, faça como os locais; veja como o sol se põe no mar. É muito agradável observar as famílias e as crianças brincando e passeando no calçadão.

Balada
E se você quer curtir a noite, aproveite porque Beirute não para. A capital tem fama de ter uma vida noturna muito agitada. A rua Monot, no bairro Achrafiyé, é uma das mais famosas. Nessa região se espalham dezenas de bares e clubs, tem para todos os tipos de tribos.

Circulando

libano
Beirute é uma cidade relativamente pequena e dá para conhecer boa parte dos pontos turísticos a pé. Se precisar utilizar algum meio de transporte, o melhor é o táxi ou service (um táxi dividido com outras pessoas, tipo lotação). Os preços são bem em conta. Para encontrar um basta ficar parado em alguma esquina que os veículos, geralmente carros bem antigos, passam a toda hora buzinando. E não ache que é cantada não, os motoristas fazem isso para encontrar clientela!!

Também escrevi este outro post sobre as deliciosas comidas do Líđbano!!

2 Comments

  • Lucila diz:

    Lucila,
    Por mais contraditório que pareça, Líbano e Israel foram os países do Oriente Médio que eu mais gostei de visitar. Eu adorei Beirut, adorei a hospitalidade e o clima descontraído. Os buracos de balas e os prédios destruídos chocam, mas só consigo lembrar da Beirut “alegre”. É um lugar que eu quero muito voltar.

    • Lucila diz:

      Que legal que vc tmb curtiu o Líbano. Eu ainda não conheço Israel, quem sabe um dia. Abraços e boas viagens!!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>