Irmã Ferreira, uma senhora muito porreira

Personagens de Moçambique

Irma Ferreira Lichinga
A cativante Irmã Ferreira

Pequenina, de gestos meigos, sorriso cativante e um olhar sempre atento, essa é a Irmã Ferreira. Eu a conheci logo que cheguei em Lichinga, no norte de Moçambique. Num domingo a tarde ela me esperou na sua casa para uma conversa agradável, com direito a fanta e bolinhos de chuva.

irmã ferreira
A simpática irmã Ferreira

Naquele dia fiquei sabendo que a irmã é portuguesa, mas mora em Moçambique há 45 anos. Ela já fez tanto por esta terra e pelas pessoas daqui, que merece, sem dúvida alguma, ser um dos Personagens de Moçambique deste blog.

Quando a irmã Ferreira chegou em Lichinga, o que mais lhe chamou a atenção foi o número de pessoas que se amontoavam pedindo esmolas nas ruas. Ela pensou em algo que pudesse ajudar essa gente, conseguiu umas enxadas e convidou todos eles para trabalhar na machamba (em um sítio), e assim nasceu o Cantinho da Solidariedade, há dez anos.

cantinho da solidariedade
Hoje, o Cantinho da Solidariedade dá emprego para 40 pessoas.

Ferreira me contou que eles começaram com uma pequena horta e com a criação de alguns peixes, e que, aos poucos, o projeto foi crescendo. Começaram a aparecer pessoas que acreditaram e apoiaram a iniciativa e o lugar ficou cada vez maior e melhor. A ideia inicial, além de criar uma atividade para as pessoas da rua, também era a de dar uma oportunidade para as pessoas com algum tipo de discapacidade física, mães solteiras e idosos.

Com o tempo Ferreira se deu conta de que as mães que trabalhavam na machamba precisavam de um lugar onde deixar seus filhos durante o dia. E foi assim que surgiu outro empreendimento: a escolinha D. Luis Gonzaga, que agora tem 300 alunos.

O sucesso da escola foi tão grande, que hoje em dia não estudam lá somente os filhos das senhoras que trabalham na machamba. Muitas crianças da cidade também frequentam a escola, que acabou virando referência na região.

Escolinha d. luis gonzaga lichinga
Escolinha D. Luis Gonzaga
Escolinha d. luis gonzaga lichinga
Ensinei um pouco de inglês na escolinha da Irmã Ferreira

Com o tempo o crescimento também chegou na machamba. Atualmente, 40 pessoas trabalham lá e recebem um pequeno salário. Além disso, tudo o que se produz ali (morango, batata, repolho, milho, etc) é vendido em uma pequena barraca no mercado da cidade e também vai para a escolinha para alimentar as crianças e os funcionários. O sítio também tem criação de porcos, coelhos, vacas, cabritos e galinhas. Um verdadeiro empreendimento, que graças a visão e determinação da irmã Ferreira, hoje é um exemplo para muitas pessoas em Lichinga.

Tudo isso porque ainda não contei que Ferreira tem 83 anos de idade! É incrível ver sua vitalidade e disposição. Quando estou no centro da ciade, adoro ver quando ela passa sorridente dirigindo sua caminhonete cinza e cumprimenta todo mundo.

irma ferreira
Irmã Ferreira costuma dizer que seu carro são os seus pés.

Depois de conhecer essa irmã porreira, como dizem os portugueses quando alguém é muito legal, pensei em que seria muito bacana chegar aos 83 anos com essa energia e que também adoraria ajudar muita gente, como ela fez.

Quem quiser mais informações ou ajudar com doações e ideias, pode entrar em contato com o Cantinho da Solidariedade através do site deles.

Atualização: acabo de saber que a irmã Ferreira faleceu no dia 25 de março de 2013. Tenho certeza que todos os seus ensinamentos ficarão por aqui, espalhados entre todas as pessoas que ela ajudou e inspirou, como eu. Descanse em paz, irmã!!

Se quiser conhecer um pouco mais sobre outras pessoas interessantes da série Personagens de Moçambique:
– Feliciano dos Santos, o visionário do Niassa
– O fotógrafo do Jardim Tunduro

17 Comments

  • Sí, Sergio. El camino que hizo la Hermana Ferreira es precioso y estoy segura de que ayudó a mucha gente en Lichinga. Abrazotes!!

  • Lichinga ficou mais orfão
    .A Mª do Rosário estará sempre nos nossos corações
    e a sua obra tem que ter continuidade.
    Até Sempre mana
    .

  • Nossa gostei de conhecer a historia desta irmã!
    Ja estive em Moçambique/Niassa/Cuamba e sentir que e vivenciei que o povo é lindo,porem sofre muito com o descaso das autoridades.
    Que Deus continue abençoado pessoas assim e que mais e mais possa ter atitudes iguais a esta irmã!
    Meu abraço!!

  • Tudo foi dito! A obra dela continua … Pedimos a Deus que alguem ocupe o seu lugar, e dê continuidade ao “Cantinho”! É a última coisa que pedimos para ela, recordando que aquela obra, ocupou os ultimos anos da sua vida. De longe, o meu adeus, TIA!

  • Olá, Tania
    Obrigada por avisar. Notícia triste, mas sei que ela agora descansa em paz e que tudo o que ela fez pelos moçambicanos ficará gravado na memória de muita gente. Um abraço!

  • A irmã Ferreira morreu ontem. Era minha tia…. Vai ser amanha o funeral e ficará em Moçambique, como sempre quis

  • Mana
    Que bom podermos ver o seu trabalho. temos muitas saidades suas. no fim do mês vai uma irmã para aí e leva uma encomenda nossa e da Xana. beijinhos grandes.de todos de casa.

  • realmente esta senhora e uma guerreira. o sorriso dela e imcoparavel. muito boa esta materia, o Niassa agora ja nao esta tao esquecido como antigamente. gostei

  • Lu adorei, penso que tudo o que você esta vivendo, especialmente esse exemplo da irmã, esta dando um retorno à tuas inquietudes. Parabens!

  • Viva a senhora porreirinha! E as fotos também estão bem bacanas, Lucilitcha. Eu só digo uma palavra e repito: livro! livro!
    ; – )

  • Parabéns por todo o seu trabalho ainda existem pessoas boas neste mundo desejo-lhe muita saude para continuar a dar alegrias e fazer sorrir esse povo maravilhoso nasci em Lichinga e essa terra permanece no meu coração, estou feliz muito obrigada um beijinho com muito carinho

  • Lucila, que delícia conhecer pessoas boas e felizes, que fazem algo importante e influenciam de forma amorosa outras vidas. Obrigada por dividir isto comigo.

Comments are closed.