Águas termais e muito relax

termas de cacheuta

Durante os dias que estive em Mendoza fiquei sabendo que perto dali tinha um lugar com termas, pensei no relax, na água quente e fui logo querendo saber onde era. Me disseram que as águas termais estavam só a 40 km da cidade. Botei meu biquini na mochila e parti para meu dia de madame nas Termas de Cacheuta.

Logo na entrada recebi uma toalha, um roupão, algumas instruções e uma foto que me chamou a atenção; pessoas todas sujas de lama. Mas antes vou falar do lugar que fica literalmente na Cordilheira dos Andes. O Spa Termas de Cacheuta além de ser um local muito relaxante, tem várias piscinas com diferentes temperaturas (de 23°C a 45°C), jatos de água e outras coisas bacanas que o corpo agradece. A melhor parte, na minha opinião, é a paisagem. Sabem o que é ficar horas dentro de uma piscina quentinha só olhando essas rochas imensas e o rio? Em poucos lugares me senti tão bem e tão tranquila.

cacheuta

Depois de algumas horas sem fazer nada, além de apreciar a paisagem, resolvi que era hora do tal banho de lama, que eu nunca tinha experimentado. Foi algo como voltar a ser criança, mas desta vez sem levar bronca da minha mãe porque fiquei toda suja. Primeiro olhei como os outros faziam e depois me animei.

Termas de Cacheuta

Tinha um pote com lama que eu também ia passando no corpo todo. Dizem que faz bem pra pele. Eu não sei se é verdade, só sei que me diverti muito. Passei aquela meleca no corpo e fui deitar ao sol, que nem um lagarto, pra esperar o barro secar. Foi engraçado porque o meu rosto ficou todo duro, eu mal conseguia sorrir.

Termas de Cacheuta

Depois de uns 15 minutos lá fui eu tirar a lama do corpo com uns jatos mega ultra fortes que vinham de todos os lados. Você apertava um botão e parecia que estava no meio de uma guerra. Era água jorrando pra tudo quanto era lado. A única coisa que achei meio ruim é que a temperatura dessas duchas era muito alta, de resto, foi tudo bem divertido.

termas de cacheuta

Bom, depois do banho de lama e de estar com a pela mais linda ainda :), lá fui eu experimentar as outras piscinas termais. Estive nas termas durante o verão, mas o spa funciona o ano todo. No inverno eles cobrem as piscinas e os arredores e ninguém passa frio.

Acho que passaram umas três horas de lagarteação, de entrar e sair das piscinas, e a fome começou a bater. Não fazer nada também dá fome, né? Gente, não é porque sou comilona, mas a variedade de pratos do almoço buffet servido ali é incrível, sem falar da mesa de doces. Afe!

Termas de Cacheuta

Qualquer pobre mortal procuraria uma sombra embaixo de uma árvore e tiraria aquele cochilo depois de um almoço desses, não é mesmo? Mas eu tinha que seguir viagem e tive que partir em seguida, triste, mas não tinha outro jeito. Pra quem quiser conhecer o spa, eu recomendo passar o dia inteiro por lá ou até mesmo ficar hospedado no hotel do complexo. Vale a pena pela paisagem, pela comida e pelo relax.

Relaxando na piscina quente. Hotel ao fundo. Foto: Paul White
Relaxando na piscina quente. Hotel ao fundo. Foto: Paul White

Além do spa e do hotel, no mesmo local tem um parque de águas termais, que eu não cheguei a conhecer. Sei que o preço é mais em conta, mas também vai muito mais gente. Talvez para ir com crianças seja um programa legal.

Serviço: O spa abre das 10h às 18h30. É melhor fazer reserva, porque a capacidade é só de 100 pessoas.

A minha ida ao spa foi uma cortesia do Spa Termas de Cacheuta.

4 Comments

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *