Jardim Japonês

Jardim Japones

Para quem gosta de parques, verde e tranquilidade, Buenos Aires oferece várias opções. Tem dois lugares que eu adoro, é fácil de chegar e super valem a visita; o Jardim Japonês e o Jardim Botânico.

A história do Jardim Japonês é curiosa. Esse parque foi inaugurado para homenagear os príncipes japoneses durante uma visita que eles fizeram à capital portenha, em 1967. A ideia foi transferir um pedaço do pais nipônico para Buenos Aires, para divulgar essa cultura, e deu certo. Passear por ali é como estar no Japão; um oásis de traquilidade, muito verde, água, plantas típicas e um paisagismo que alegra os olhos.

Jardim Japones

Jardim Japones

No Japão tudo tem um significado especial e nesse parque não é diferente. O lago principal está cheio de carpas coloridas. Segundo a lenda, dizem que os únicos peixes que conseguiram ir contra a corrente e atravessar uma porta foram as carpas. Por isso elas se transformaram em símbolo de valor e fortaleza.

Jardim Japones

Outro atrativo desse parque são as pontes, que simbolizam a passagem de um mundo a outro. A ponte vermelha, que conecta com a ilha, representa a união do mundo humano e divino; a ponte em zig-zag é a das decisões.

Jardim Japones

Além de tudo disso, dentro do jardim tem um centro cultural que promove atividades para divulgar a cultura nipônica; origami, teatro, pintura, bonsai, etc. E também tem um restaurante japonês, muito recomendado pelos locais.

Jardim Japones

Serviço: Av. Casares, 2966. O Jardim Japonês abre todos os dias das 11h às 18h. A entrada custa $24 pesos. Os ônibus que deixam perto são o 102 e 37, entre outros. A estação de metrô mais próxima é Scalabrini Ortiz (8 quarteirões). Mais informações, www.jardinjapones.org.ar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *