De bike por Villa la Angostura

Bariloche é fantástica, mas eu conheci outra cidade que é mais linda ainda. Rodeada por montanhas, lagos e belas paisagens, Villa la Angostura é bem menor e muito mais tranquila do que Bariloche. Com o Esteban, do blog Un viajero Curioso, passamos dois dias por lá e aproveitamos para fazer um super passeio de bicicleta. Alugamos duas mountain bikes e partimos para um dia de super aventura; 35km de pedalada, navegamos com um catamarã (com a bike em cima), e fizemos uma parada pra almoçar numa praia maravilhosa.

Esteban e eu, prontos pra mais uma aventura

Como a gente não tinha muito tempo, fizemos tudo no mesmo dia. De manhã pedalamos 9km (ida e volta) até o Lago Correntoso (esse lago faz parte da famosa Ruta dos 7 lagos).

O começo é numa ciclovia super tranquila, depois tem uma parte por um caminho de terra até chegar ao lago, que é lindo. Na segunda parte da jornada pedalamos mais 7km (de descida) até chegar ao porto. Ali a gente parou para almoçar e olha que praia maravilhosa a gente encontrou. Tivemos a sorte de chegar com tempo e ficamos descansando e comendo ali por umas 2h.

Paradinho pro almoço foi aqui

Um dos passeios mais famosos pra quem visita a região é ir ao Bosque de Arrayanes. Esse parque tem 12 hectáreas de árvores típicas da região lacustre dos Andes Patagônicos. As árvores têm um tronco meio avermelhado, são enormes e podem medir até 15 metros de altura.

Bosque de Arrayanes

Tem duas maneiras de chegar até o Bosque de Arrayanes indo desde Villa la Angostura; uma é de catamarã (1 hora de viagem navegando pelo Nahuel Huapi) ou pedalando (14km) pelo meio do bosque. A gente resolveu ir de barco (saindo da Bahia Mansa) e voltamos pedalando.

O Esteban curtiu o passeio de catamarã

Chegando lá a gente ficou uma meia hora neste deck apreciando a cor da água e tirando fotos. Parece cenário de filme, né? villa la angostura Depois de muito descanso, demos uma volta pelo bosque de arrayanes (tem uma passarela de madeira e o caminho é bem curtinho, uns 30 minutos de caminhada). E logo veio a hora de encarar o maior desafio do dia, pedalar 14km pelo meio do bosque. Se for fazer isso, não esqueça de levar uma garrafa de água cheia e alguma coisa para beliscar no meio do caminho porque não tem nada por lá, só natureza mesmo.

Eu adorei o passeio, mas algumas partes são bem cansativas, principalmente o final. O último 1,5km é absolutamente empinado, cheio de descidas, subidas e muitas raízes pra fora da terra. É impossível fazer essa parte do trajeto em cima da bike. Além disso, várias placas pedem para descer da bicicleta e ir empurrando mesmo. E foi o que fizemos. villa la angostura Depois de quase 2 horas a gente atravessou todo o bosque e chegamos novamente até o pequeno embarcadouro de Bahia Mansa. Se você não quiser fazer esse trajeto de bicicleta, também pode fazer caminhando ou ir e voltar de barco. Se você não é um biker profissional ou não tem um super fôlego, não recomendo fazer ida e volta de bicicleta. A gente fez só a volta e já foi bem puxado. A passagem do catamarã custa ao redor de US$13 (por trajeto). villa la angostura Se você quer ter um dia de aventura e esporte, super recomendo fazer esse passeio que nós fizemos e que pode ser dividido em dois dias; um pra ir até o Lago Correntoso e ficar relaxando por lá, e outro dia pra ir até o Bosque de Arrayanes. A gente teve que fazer tudo no mesmo dia porque não tivemos muito tempo, mas mega valeu a pena.

Aqui tem um vídeo da aventura!!

 

Onde alugar a bike villa la angostura Tem muitas lojas que alugam bicicleta em Villa la Angostura, mas a gente fez uma pesquisa em várias e a mais barata que encontramos foi a Bayo Abajo. Além disso, as mountain bikes estavam em ótimo estado, e o simpático dono te dá todas as dicas que você precisa para descobrir a região. O aluguel de uma mountain bike por um dia inteiro nessa loja custa cerca de US$11. Essa loja fica bem atrás da rodoviária.

Como ir

A estrada de Bariloche a V. la Angostura é linda
A estrada de Bariloche a V. la Angostura é linda

De Bariloche são 80 km até V. la Angostura. De ônibus é 1h10 e a passagem custa ao redor de US$4. Duas empresas fazem o trajeto Bariloche-V. la Angostura, mas a frequência dos ônibus varia dependendo do dia. Por isso verifique antes de ir pra rodoviária e se for alta temporada, é melhor comprar o bilhete uns dias antes.

Quando ir villa la angostura

Pra quem curte esqui e neve, V. la Angostura tem sua própria estação deesqui, o Cerro Bayo, que fica lotada durante o inverno (de junho até o final de setembro). E se você não gosta de frio, como eu, aproveite para conhecer a região de dezembro a março, que é quando ainda não faz tanto frio. Época perfeita para fazer vários passeios de bicicleta, a cavalo, caiaque ou trekking pela região. Além disso, nessa época do ano o sol se põe lá pelas 9 da noite. Ou seja, o dia rende muito.

Onde ficar

Nós ficamos hospedados no Hostel Don Pilón, a 3 quarteirões do centro e 4 da rodoviária. Esse simpático hostel tem mais é cara de pousada. Não tem nada de luxo, mas o lugar é muito aconchegante, os quartos são limpos e os banheiros grandes. A melhor parte é o café da manhã com pão, geleia caseira e salada de frutas.

hostel don pilon

 

Como o hostel não fica na rua principal, a única coisa que você vai ouvir quando acordar de manhã é o canto dos pássaros. Uma delícia! Se quiser fazer uma reserva nesse hostel, pode fazer pelo Booking que tem ótimos preços. Além disso, fazendo a reserva por esse link você também ajuda o blog com uma pequena comissão e não paga a mais por isso!

A estadia no Hostel Don Pilon foi uma cortesia, mas isso não influencia a minha opinião neste post.

Onde comer

A gente jantou no Finnegan, um pub irlandês e adoramos a comida. Os pratos são super abundantes e os preços razoáveis. Além disso, não deixe de experimentar a epulafquen, uma cerveja artesanal produzida só em Villa la Angostura. E não ouse ir embora da cidade sem antes experimentar um ou vários sorvetes na sorveteria El bosque de chocolate. Entrar ali é uma tentação para os olhos e para o estômago. Além dos sorvetes, que são enormes e deliciosos, a loja vende dezenas de chocolates. Se você gosta de sabores diferentes, experimente o chocolate com pimenta, e o sorvete de sambayon, feito com vinho do porto.

Mais posts sobre Bariloche:
– Chá da tarde 5 estrelas no Hotel Llao Llao
– Passeio de caiaque pelo Lago Nahuel Huapi
– O que fazer em Bariloche no verão
– Navegando por águas cristalinas

10 Comments

  • Oi, Aline. Eu acredito que seja bem seguro sim. Nunca ouvi falar de que essa região seja perigosa. Só lembro de uma amiga que me contou que deixou o carro (alugado) estacionado em Bariloche por 30 minutos e qdo. voltou tinham roubado todos os seus pertences, inclusive computador e câmera 🙁 Por isso, vale o toque de não deixar coisas valiosas dentro do carro. De resto, é muito tranquilo e lindo. Boa viagem pra vcs!!

  • Ola, que legal seu post!
    Gostaria de saber se viajar de carro la eh seguro, em bariloche e em lugares ao redor de bariloche, pois vamos em 4 mulheres, e gostaria de saber se podemos alugar um carro e viajar tranquilas..
    Obrigada

  • Oi Camila
    Puxa!! Pior é que eu não sei nenhum lugar pra trocar dinheiro aí no blue 🙁 Vai perguntando que uma hora você acha! E você vai adorar o Bosque de Arrayanes. O que dá pra fazer é ir de barco (ou vice versa) e voltar a pé os 14 km. É meio cansativo, mas é lindo.

  • Lucila, help me 🙂

    Cambio blue aqui em Villa la Angostura? Sabe?

    Cheguei aqui e já perguntei pra meia cidade kkkk

    Amanhã faço o bosque los Arrayanes, mas a pé 😉

    Beijos e obrigada

  • É um lugar maravilhoso! O ano passado eu a minha esposa fomos lá de lua de mel e foi ótimo. Já estamos planejando uma nova viagem para aquela região toda para o próximo ano. Parabéns pelo post!

Comments are closed.