Uros, ilhas flutuantes

 

los uros los uros

Imagine várias ilhas flutuando no meio de um lago, mas não num lago qualquer. Ilhas que flutuam no famoso Titicaca, o lago mais alto do mundo.

Nas Ilhas Uros famílias inteiras vivem em ilhotas feitas de junco e também fazem suas casas e barcos com esse material. Essas ilhas peruanas ficam próximas da cidade de Puno, ao sul do país. A gente conheceu esse incrível lugar durante a nossa #honeymoonblogger e amou a experiência!!

Ao sair da cidade de Puno, depois de meia hora, a lancha vai se aproximando e aos poucos essas ilhas flutuantes vão ficando maiores. Mulheres com saias coloridas e longas tranças nos receberam. No início fiquei com um pouco de medo de pisar naquele junco todo pensando que em qualquer momento ia afundar, mas incrivelmente está tudo feito tão bem que você não parece estar flutuando porque o chão não se mexe mesmo. Mas tudo isso tem um segredo; esse junco todo amarrado emite um gás e isso é o que permite a sua flutuação.

los uros

los uros

Para construir uma ilha dessas é preciso um ano e cerca de 10 pessoas trabalhando diariamente. Mas como tudo que é feito com material natural tem prazo de validade, essas ilhas duram em média de 25 a 30 anos. Tudo isso fiquei sabendo quando converssei com os Uros e com o guia que nos levou até lá.

Também tivemos tempo de passear um pouco nas totoras, as embarcações feitas de junco. O mais legal é que no meu barco quem remava eram as mulheres. Perguntei por que e elas me disseram que muitas vezes se revezam e que nesse dia seus maridos estavam pescando para garantir o almoço.

los uros

Os Uros são peruanos que vivem nessa região do Titica há muitas décadas. Tanto é que eles são pré-incas. Chegaram nessa área antes mesmo dos Incas.

los uros

Uma das casas que visitei por dentro
Uma das casas que visitei por dentro

Suas casas são simples, tem apenas algumas cobertas e duas ou três camas, também feitas de junco. Eles costumam cozinhar com carvão e lenha e a eletricidade chega através de painéis solares. Essa é a única coisa moderna que vi por lá.

Durante a visita recebemos uma explicação de como as casas são feitas e também nos ofereceram o seu artesanato alegre e colorido. Mantas bordadas, pulseiras e algumas miniaturas feitas em junco.

los uros los uros los uros

los uros
Taquile
Depois de quase 1h30 de visita foi hora de dizer adeus porque o nosso passeio continuava para outra ilha, a Taquile.

Essa outra é muito maior e fica a 1h de barco. Uma bela água azul e alguns tímidos moradores nos receberam na chegada. Aos poucos, fomos subindo e conheceno essa ilha que tem cerca de 460 famílias vivendo ali.

taquile

Como seu solo é fértil, eles plantam batatas, quinua e algumas verduras, além de comerem peixes deliciosos que pescam diretamente do Titica. A gente almoçou no jardim de uma das casas de uma família e ali pudemos aprender um pouco mais sobre a sua cultura.

taquile

Sabia que dependendo da cor do chapéu dos homens ou dos pompons que as mulheres usam para prender suas longas tranças é possível descobrir se a pessoa é casada ou solteira? As mulheres que usam os pompons coloridos são solteiras, já as casadas ou viúvas usam pretos.

Almoçamos um delícioso peixe com arroz e batata, e de entrada teve sopa, o que é bem comum no Peru. Depois ainda tivemos tempo de passear um pouco pela ilha e apreciar vistas como estas.

taquile taquile

Esse tour foi muito interessante porque conheci uma cultura nova, como a dos Uros. Eu sabia muito pouco a respeito deles. É incrível como hoje em dia essas pessoas continuem vivendo com tão pouco e precisando de tão pouco.

Nós fizemos essa excursão com a Agência …. E recomendo os seus serviços. O guia foi muito bom, o almoço na ilha excelente e tanto a ida como a volta foram pontuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *