O que fazer em Gramado

gramado
Essa pequena cidade gaúcha é a mais turística e charmosa da região. Gramado é pequena mas tem tantas atrações como se fosse cidade grande. Muita gente a visita na época do Natal e da Páscoa, mas eu estive lá em abril, fora de qualquer feriado, e aproveitei bastante também.

Fui para Gramado a convite da minha mamis, que já esteve lá umas 5 vezes e adora essa cidade. Se não fosse porque todo mundo fala português lá, eu até pensaria que estava em alguma cidade europeia. Por conta da imigração e influencia alemã, Gramado tem muitas casas e prédios com arquitetura europeia.

gramado

Acho que três ou quatro dias são suficientes para conhecer seus principais atrativos e também dar uma passadinha em Canela, a cidade vizinha, e até dá tempo de fazer alguma excursão fora da cidade.

Lojas charmosas, restaurantes arrumados, chocolate em tudo quanto é lado e ruas tranquilas e floridas são um convite para passear por lá sem pressa. Um dos meus programas favoritos foi visitar as lojas de chocolate para fazer uma pequena degustação e assim escolher o melhor chocolate. Em cada loja que você entra, geralmente, recebe um pequeno chocolatinho para provar.

chocolate gramado chocolate gramado

O meu favorito foi o da marca Prawer. Sou exigente com chocolate e achei que esse tinha o melhor sabor. Não deixe de provar as trufas com recheio de brigadeiro, deliciosas! Nessa mesma loja também encontrei um salame de chocolate com especiarias, com um sabor forte e diferente, e um queijo gorgonzola com chocolate branco, simplesmente divino!!

chocolate prawer

Aliás, comer é o que você mais fazer em Gramado. Essa cidade é famosa pelo fondue, galeto e pelos seus incríveis cafés coloniais. Escrevi este post só sobre restaurantes de lá.

Além de compras e boa gastronomia, Gramado tem o lindo parque Lago Negro, o belo Vale do Quilombo e muuuuuitas atrações para crianças, como o Museu de Cera, Alpen Park, Snowland, Mundo a Vapor, entre tantos outros.

Vale do Quilombo
Vale do Quilombo

Uma boa maneira de conhecer esses lugares e também Canela, que fica a 6 km, é pegando o bustour, um ônibus vermelho de dois andares que para em mais de 30 pontos. Assim você nem precisa alugar carro. Neste post conto tudo sobre o bustour.

Opções de passeios fora da cidade não faltam. Eu escolhi visitar o Cânion do Itaimbezinho porque gosto de natureza e caminhadas. O passeio foi bacana e as paisagens são de cair o queixo.

itaimbezinho

 

Além do período de Natal e Páscoa, outra época em que a cidade fica cheia é durante o Festival de Cinema de Gramado, em agosto. Bem no centro fica o prédio do festival com uma estátua grande do Kikito, o prêmio entregue aos ganhadores do evento.

festival de cinema de gramado

Ali fiquei sabendo que Kikito era o deus grego do bom humor. Achei tão fofinho isso. Até acho que deveria ter comprado uma estátua dessas pra colocar no meu quarto, assim eu posso acordar sempre de bom humor.

Transfer aeroporto
Uma super dica para ir do aeroporto de Porto Alegre a Gramado, gastando pouco, é pegar o ônibus executivo da Citral. Quando nós fomos, pagamos R$45 por pessoa e demora cerca de 2h15 até a rodoviária de Gramado.

Para comprar o ticket é só virar a direita logo que sair da área de desembarque e você vai ver a loja da Citral. Existem vários transfers de agências também, mas como eles cobram por pessoa, a viagem acaba saindo mais cara. Esse preço do ônibus ficou cerca da metade do que nós pagaríamos por um transfer. A única diferença é que o ônibus para na rodoviária e o transfer vai até o hotel, mas como Gramado é pequena é só pegar um táxi na rodoviária até o hotel, sem problema. E assim você já economiza um pouquinho pra gastar depois comendo chocolate.

Onde ficar
Em Gramado tem hotel e pousada que não acaba mais. Durante os 4 dias que passamos lá, ficamos hospedadas em dois hotéis diferentes; o Laghetto Stilo e o Toscana. Eu quis ficar em dois, pra poder oferecer mais opções para os meus leitores e também porque a proposta dos dois hotéis é bem diferente.

O Laghetto Stilo é novo, moderno e tem uma ótima localização (bem no centro de Gramado). Os quartos são aconchegantes, a decoração é bacana e o café da manhã, mega variado. Tudo lá tem um estilo meio fashion, desde a recepção com decoração moderna aos talheres do restaurante.

laghetto stilo laghetto stilo

E para quem tem dificuldade pra dormir com qualquer travesseiro, eles oferecem um menu com 6 opções diferentes. É só escolher o seu e pedir na recepção. Ah, também adorei o detalhe das amenities da Natura no banheiro. Acho que são os pequenos detalhes que fazem a diferença.

A única coisa que achei meio ruim é que dava pra ouvir um pouco de barulho dos outros quartos e do andar de cima. Problema típico das construções de hoje em dia. Se você tem o sono leve como eu, pode achar isso meio chato.

Nos dois últimos dias ficamos hospedadas no Laghetto Toscana. Esse hotel fica um pouco mais afastado do centro (a uns 7 quarteirões), mas o seu maior atrativo é a vista. O prédio fica bem na frente ao belíssimo Vale do Quilombo. Imagina acordar com essa vista.

Vale do Quilombo
Vale do Quilombo

laghetto toscana

O visual é lindo e a tranquilidade é maior ainda. Mas atenção, não são todos os quartos que têm essa vista. Alguns são para o lado da rua, o que não aconselho. Além das belas paisagens, esse hotel tem uma piscina climatizada, uma sala pequena de ginástica e playkids.

O quarto que ficamos no Toscana era tipo um apart hotel (com microondas, frigobar e pia) e uma salinha com sofá, separada do quarto. Adorei porque de noite consegui ficar trabalhando até tarde, enquanto mamis dormia no quarto.
laghetto toscana

Pra quem ficou na dúvida, acho que o Toscana é mais para quem tem crianças ou quer bastante tranquilidade. Já o Stilo indicaria mais para casais sem filhos, e pessoas que curtem design e modernidade.

Para outras opções de alojamento em Gramado, dá uma olhada aqui no Booking que tem ótimas ofertas.