Isla del Sol, um lugar para descansar

isla del sol

Na verdade, a Isla del Sol deveria se chamar Ilha da Paz. Imagina um lugar onde o silêncio é tão grande que a única coisa que você ouve é o vento e o zumbido das abelhas. E como se isso fosse pouco, de qualquer lugar você tem uma paisagem incrível do Lago Titicaca.

A famosa Isla del Sol é parada obrigatória para quem cruza a fronteira entre o Peru e a Bolívia. Essa ilha fica a 14km da cidade boliviana de Copacabana. Nós passamos duas noites lá e poderíamos ter ficado mais algumas sem problema, de tanto que a gente gostou.

O Lago Titicaca é o lago mais alto do mundo e mais da metade pertence ao Peru e a outra parte, a Bolívia. A Isla del Sol fica do lado boliviano a nada menos do que a 3.810 metros acima do nível do mar. Sim, você vai precisar de bastante fôlego para caminhar por lá. Por isso, sinceramente, não acho que esse seja um destino para pessoas idosas ou com problemas de saúde. Cada vez que eu caminhava um pouco meu coração parecia que ia disparar, mas qualquer esforço vale a pena porque as paisagens lá são incríveis!!

isla del sol isla del sol isla del sol

A ilha é dividida em 3 partes; Yumani (no sul), Challa (no centro) e Challapampa (ao norte). A maioria dos seus moradores são Aymaras e falam esse idioma, mas muitos também conversam em espanhol com os turistas. A ilha tem apenas cerca de 3.200 habitantes e a maior fonte de dinheiro deles vem do turismo e da pesca.

Antes de comprar o ticket em Copacabana você deve escolher se quer desembarcar na parte norte ou sul da ilha. Eu fiquei só na parte sul e adorei, mas você pode caminhar de um extremo ao outro da ilha em uma caminhada (puxada) de 3h30. No trajeto existem alguns lugares interessantes para visitar, como as ruínas Chinkana, a mesa de ceremônias, o templo del sol, a fonde da juventude ou as escadarias incas.

Na parte sul a gente visitou o mirante Palla Khasa e estas são as vistas de lá. Também estivemos nesta pequena praia, mas não entramos na água porque estava meio frio e tinha muita pedra no lago, mas a caminhada até lá foi ótima.

isla del sol

isla del sol isla del sol

Além de caminhar e apreciar a sua bela paisagem, não tem muito mais o que se fazer por lá. A Isla del Sol é realmente um destino para relaxar e desestressar!! Eu aconselho a passar pelo menos uma noite lá. O primeiro dia para se aclimatar com a altitude e o segundo para caminhar e conhecer um pouco mais.

isla del sol

Na bagagem
Como a ilha fica num lugar de muita altitude, depois do entardecer a temperatura cai bastante e faz muuuuito frio mesmo. Imagina que em agosto até costuma nevar lá. Por isso, se você for dormir na ilha, não esqueça de levar um bom casaco, cachecol e gorro.

Durante o dia faz bastante calor e o sol queima forte. É mega importante passar um bom protetor solar e usar boné.

Não existe supermercado ou loja grande por lá, apenas pequenas vendinhas. Se você toma algum medicamento especial ou quer algum alimento diferente, leve com você. A maioria dos lugares que encontrei na ilha são simples. Ah, e leve dinheiro cash porque não tem caixa eletrônico e a maioria dos lugares não aceita cartão de crédito.

Se você dormir na ilha, tente levar pouca bagagem porque geralmente é preciso caminhar bastante em ladeiras bem empinadas até chegar aos alojamentos.

Custos

isla del sol

A Bolívia é um dos países mais baratos para visitar na América Latina, talvez por isso em muitos lugares, como na Isla del Sol, os turistas tenham que pagar algumas taxinhas. Além do barco de Copacabana à ilha, é preciso pagar uma entrada ao chegar na parte norte de 1,5 dólar, na parte sul é menos de 1 dólar, e se você quiser atravessar a ilha, ao passar pela parte central, terá que pagar cerca de 2 dólares.

E também é bem comum que os locais peçam dinheiro se você quiser tirar uma foto deles. Na verdade, eu achei um pouco irritante ter que pagar essas taxas, mas entendo que no câmbio do real ao boliviano a quantia acaba sendo pouca, por isso acredito que o dinheiro dos turistas é uma boa ajuda para eles.

Onde ficar

ecolodge la estancia isla del sol

Nós ficamos hospedados num lugar incrível, o Ecolodge La Estancia. Acredito que boa parte da experiência de um lugar é onde a gente fica hospedado. Ou seja, se o lugar é bom, o destino acaba sendo melhor ainda e vice-versa.

O Ecolodge é um dos poucos hotéis que conheci até hoje que eu não consegui encontrar nada de ruim. Pra começar, tem uma vista do Lago Titicaca que você não consegue parar de admirar; o lago azul, a Isla de la Luna bem em frente, montanhas nevadas da Cordilheira dos Andes no fundo e muito verde das plantações da ilha.

O entardecer no jardim do hotel é daqueles que você pede para não terminar logo. Durante os dois dias que ficamos hospedados lá eu fiquei lendo um livro no jardim e a cada página que terminava dava uma olhadinha no pôr do sol.

isla del sol

Esse é um dos poucos hotéis da ilha, se não for o único, que se preocupa com o meio ambiente e com a preservação e o futuro da Isla del Sol. São 15 casinhas construídas aproveitando a luz natural e com material local; barro e pedra nas paredes e palha no telhado.

Toda a eletricidade do hotel vem de painéis solares e a água utilizada nas pias dos quartos é reutilizada no belo jardim. Os restos de alimentos junto com as fezes de animais viram adubo para a horta (de invernadero). Por lá nada de agrotóxico. Prova disso eu senti quando comi os tomates da horta no jantar; doces e super saborosos.

Os quartos ficam dentro de casinhas individuais super espaçosas e com suíte. A decoração é simples mas quem precisa de extravagância quando o quadro mais bonito é a paisagem da janela.

ecolodge la estancia isla del sol

Tomar o café da manhã ou jantar no salão principal é um prazer total. Nada menos do que o imenso Lago Titicaca bem na sua frente.

Vista do restaurante do hotel
Vista do restaurante do hotel

isla del sol

Além de tudo isso, a Silvia e a Gregória (mãe e filha) são as que tomam conta do hotel e preparam as refeições (café da manhã e jantar estão incluídos na diária). Elas são uns amores de pessoas e a comida é saudável e muito saborosa.

A maioria dos alojamentos na Isla del Sol ficam na altura e dá-lhe fôlego para chegar, mas o Eco Lodge oferece também na sua tarifa o serviço de burros que carregam a sua bagagem, desde que não pese mais de 10kg cada uma. Realmente uma mão na roda!!

Esses dois dias que passamos na ilha foram excelentes para relaxar, ler, apreciar a natureza e fechar da melhor maneira a nossa honeymoonblogger, depois de 4 meses de viagens e aventuras.

Na Ilha del Sol existem várias opções de alojamento, para todos os gostos e bolsos. Quem quiser economizar pode levar a sua barraca e dormir na parte norte, mas acredite que realmente vale a pena gastar um pouco mais para ficar hospedado no Eco Lodge. Esse é um daqueles lugares que você sai com a sensação de que cada centavo valeu o investimento.

A nossa estadia no Eco Lodge foi uma cortesia, mas isso não interefere na minha opinião neste post que é totalmente pessoal.

Como chegar
A Isla del Sol fica a 14km de Copacabana, mas só dá pra chegar na ilha de barco ou de lancha. No serviço de lancha comum, que custa cerca de 3 dólares ida ou a volta, o trajeto é 1h30 para chegar. Quando a gente esteve lá (em março de 2016) os únicos horários de saída eram às 8h30 ou 13h30. Existem serviços de lanchas particulares que podem sair em outros horários, mas os valores são bem mais caros, obviamente. Da capital boliviana, La Paz, são 150km de distância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *