Santo Antônio de Lisboa

É incrível como certos lugares podem nos transportar até outros países sem estar lá. Com Santo Antônio de Lisboa, em Florianópolis, foi assim. Estando no Brasil parecia que eu estava visitando Portugal.

Se você quer fugir das praias agitadas e do centro da cidade, visite Santo Antônio de Lisboa e se surpreenda. Clima de cidade do interior, ruas de paralelepípedo, casarões coloridos, restaurantes que servem bacalhau com natas e pastel de Belém… Tudo isso comendo à sombra das árvores de frente para um belo mar.

Essa região fica ao norte da ilha e está a 16 km do centro. Com forte influência lusitana, mais precisamente da Ilha de Açores, Santo Antônio é muito charmosa. Esse bairro teve a primeira rua calçada de Santa Catarina, quando Dom Pedro II esteve lá, em 1845.

Restaurante Açores

A faixa de areia ali é bem estreita e vi pouca gente tomando banho de sol, mas o visual com os barquinhos e o mar é lindo. O que dá pra fazer mesmo nessa freguesia é caminhar sem pressa, comer bem e conhecer um pouco da história da ilha. O lugar também é famoso pelo cultivo de ostras e frutos do mar.

Tem alguns restaurantes na beira-mar e os pratos custam entre R$45 e R$100. A gente acabou almoçando num restaurante por quilo na rua de trás, pra não gastar muito e guardar dinheiro para provar os doces portugueses.

Onde a gente se acabou mesmo foi no Café da Praça, uma confeitaria gracinha e cheia de delícias!! Comi uma torta alemã cremosa que estava uma delícia, também provei uma de maçã, incrível. Os preços desse lugar são meio caros, principalmente das bebidas, mas recomendo provar pelo menos algum doce ali.

Pelo bairro há várias lojas de artesanato, uma mais fofa do que a outra. Em algumas é possível encontrar objetos da cultura açoriana, como a cerâmica, os azulejos e a renda de bilro. Esse tipo de renda é feita com pequenas peças de madeira que vão trançando os fios e formando belos desenhos, como esses da foto.

Dos lugares para visitar, destaque para a Igreja Nossa Senhora das Necessidades, também chamada de Igrejinha de Santo Antônio de Lisboa. Bem ao lado fica o cemitério, que está cheio de flores coloridas artificiais.

E como se Santo Antônio ainda precisasse de mais alguma coisa, o sol se põe ali no mar e o espetáculo é grandioso. Infelizmente a gente não ficou até o fim da tarde, mas vi fotos de amigos que comprovam que vale a pena esperar até o fim do dia por lá.

Feliz só vendo a vida passar pela janela

Quem for de carro, também pode aproveitar para conhecer Sambaqui, um bairro parecido que fica a 4 km de Santo Antônio.

Como ir
De carro é só pegar a Rodovia SC-401, em direção ao norte da ilha. Quem for de ônibus, como a gente fez, é só ir até o Terminal de Integração do Centro que de lá saem vários ônibus (310, 331, 332 e 365) que vão até Santo Antônio de Lisboa. O trajeto de ônibus dura cerca de 30 minutos.

5 Comments

  • Que lugar incrível!
    Amei e vou procurar saber como chegamos lá saindo do Rio de Janeiro.
    Para Floripa vou de Gol agora em fevereiro, presido saber de hospedagem. Quem souber posta aqui.

    • Olá, Edna. Quando for a Floripa, vá mesmo a Sto. Antônio de Lisboa que é uma graça. Ah, se for reservar hotel pelo Booking, você pode fazer pelo link do blog 🙂 Abraços.

Comments are closed.